02/04/2023 às 18h18min - Atualizada em 02/04/2023 às 18h18min

Com gol no último minuto de Bruno Mezenga, Água Santa bate o Palmeiras no primeiro jogo da decisão do Paulista

Equipe de Diadema não se intimidou com o Verdão e venceu por 2 a 1

Henrique Esteves - contato@metrópoleregional.com.bt
METRÒPOLE REGIONAL
Reprodução
O Água Santa derrotou o Palmeiras por 2 a 1 na primeira partida da decisão do Campeonato Paulista 2023, azarão contra um dos clubes mais endinheirados do país, a equipe de Diadema, que trocou a várzea pelo futebol profissional há dez anos, fez boa partida, quebrou a invencibilidade do Verdão neste ano e se manteve mais do que viva em sua primeira final estadual.

 Quem esperava uma goleada alviverde viu Zé Rafael e Gabriel Menino em tarde pouco inspirada, Endrick ainda se destacou e encerrou incomodo jejum em 2023, mas um erro de Marcos Rocha no fim fez o Alviverde amargar rara derrota na era Abel Ferreira, 
o título será decidido no próximo domingo, 9, no Allianz Parque.

 Ainda que o Palmeiras tenha criado pelo menos três ótimas chances, não foi injusta a vantagem adquirida pelo Água Santa pouco antes do intervalo, o time de Diadema conseguia assustar nos contragolpes e desta maneira, após bobeada de Zé Rafael, só não abriu o placar com Lucas Tocantins, aos 42 minutos, porque Marcos Rocha conseguiu interceptar e mandar e desviar a bola para a linha de fundo.

 No escanteio, porém, não teve jeito, bola cruzada na cabeça de Bruno Mezenga e gol do Água Santa.
 “Tivemos várias chances para abrir o placar, teve a do menino, que podia ter tocado”, lamentou o lateral direito alviverde, ele se referiu ao lance de maior perigo do Verdão na primeira etapa.

Após Didi escorregar, Gabriel Menino ficou com o corredor aberto pela direita, mas preferiu o chute, quando tinha dois companheiros livres na área,Breno Lopes e Dudu também não conseguiram vencer Ygor Vinhas, em ótima tarde.

Coincidência ou não, Breno Lopes não voltou do intervalo, ele e o lesionado Piquerez deram lugar a Endrick e Vanderlan, o promissor atacante de 16 anos, que buscava seu primeiro gol em 2023, deu fim ao jejum aos 7 minutos e tirou um enorme peso dos ombros, pouco antes, ele concluiu da entrada da área, mas o chute saiu fraquíssimo.

 Mas, quando Zé Rafael desviou a bola no escanteio cobrado por Raphael Veiga, o cria da base palmeirense apareceu para conferir, ainda houve apreensão com a checagem do VAR, mas as linhas, não mostradas na transmissão, aparentemente atestaram a condição legal do atacante palestrino.

O gol não abateu o valente Netuno. Entre o 17º e o 22º minuto, a equipe de Diadema ficou muito perto de voltar a comandar o placar, quatro grandes chances foram desperdiçadas, a primeira com Tocantins, ele aproveitou saída atabalhoada de Weverton, chapelou o goleiro, mas ficou desequilibrado e não conseguiu arrematar com precisão, Bruno Mezenga teve duas chances para fazer seu segundo gol no jogo, mas, na primeira, o passe não saiu como queria.

 Na segunda, parou em grande defesa do goleiro do Verdão, mas foi Bruno Xavier quem mais lamentou, pois seu chute parou na trave. No final, quando o time da capital tentava pressionar, uma saída errada de Marcos Rocha ofereceu chance mortal para o Água Santa e o segundo gol de Bruno Mezenga.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.