09/05/2023 às 08h53min - Atualizada em 09/05/2023 às 08h53min

Descarte irregular de resíduos, prefeitura de Franco da Rocha diz que área é licenciada

A denúncia chegou a polícia ambiental que apurou o suposto descarte irregular de resíduos.

Da Redação - [email protected]
METRÓPOLE REGIONAL
Após inspeção da Vigilância Sanitária, acompanhada pela Polícia Ambiental, todos os materiais foram encaminhados para o destino correto de descarte. Foto: Divulgação/OAB/Franco da Rocha

Uma denuncia realizada pela presidente da Subseção de Franco da Rocha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), Adriana Gaspari Hedeager e o membro do Partido Democrático Trabalhista (PDT), junto ao Ministério Público, chamou atenção dos moradores e das autoridades policiais ligadas ao meio ambiente. 

As imagens divulgadas pelo morador, empresário e político de Franco da Rocha, Diego Hernandez, líder da oposição no municipio, mostravam entulhos e resíduos farmacêuticos despejados a céu aberto próximo ao prédio da Secretaria da Saúde, no bairro de Pouso Alegre. A reportagem do METRÓPOLE REGIONAL publicou a matéria; leia aqui. 

A denúncia chegou a polícia ambiental para investigar o suposto descarte irregular de resíduos. No entanto, a prefeitura de Franco da Rocha afirmou que a área em questão possui licenciamento para o depósito de resíduos e que está em conformidade com as normas ambientais. A população, no entanto, questiona se isso é suficiente para garantir a segurança e a saúde de todos.

De acordo com a prefeitura de Franco da Rocha, a área em questão, alvo de denúncias de descarte irregular de resíduos, é licenciada pelo município para receber material proveniente de áreas alagadas. Após a secagem, o material é reavaliado, classificado e recebe a destinação correta para o descarte final.

No entanto, a prática de descarte irregular por terceiros tem sido um problema recorrente na cidade, com móveis e pneus sendo encontrados nas margens de rios e córregos, o que propicia a criação de mosquitos e entupimento de galerias de águas pluviais. A prefeitura ressalta a importância da conscientização das pessoas e da denúncia cidadã para combater essa prática.

Após inspeção da Vigilância Sanitária, acompanhada pela Polícia Ambiental, que não constatou nenhuma irregularidade ou risco ambiental e/ou sanitário, a prefeitura ordenou a imediata retirada e limpeza da área para garantir a saúde e segurança das pessoas. Todos os materiais foram encaminhados para o destino correto de descarte.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp