25/07/2023 às 10h09min - Atualizada em 25/07/2023 às 10h09min

Operação SULMaSSP II prende 1,8 mil pessoas e apreende 7,9 toneladas de drogas em SP

A ação também contou com efetivo policial dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Da Redação - [email protected]
METRÓPOLE REGIONAL
Os dados foram divulgados na tarde desta segunda-feira (24) pelo secretário da Segurança Pública, Guilherme Derrite, e pelo governador do Estado, Tarcísio de Freitas.
As polícias de São Paulo prenderam 1.186 pessoas - sendo 880 procurados -, detiveram 167 menores, apreenderam 7,9 toneladas de entorpecentes e recuperaram 609 veículos roubados e furtados no estado durante a Operação Impacto "SULMaSSP- Divisas Integradas II", que ocorreu entre os dias 20 e 23 de julho em Santos e Presidente Prudente.
 
Os dados foram divulgados na tarde desta segunda-feira (24) pelo secretário da Segurança Pública, Guilherme Derrite, e pelo governador do Estado, Tarcísio de Freitas. Além das forças de segurança de São Paulo, a ação contou com efetivo policial dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. 
 
“Firmamos um acordo de cooperação para realização de operações em conjunto e troca de informações de inteligência, pois o crime hoje rompe as barreiras do país para fora e nós não tínhamos uma comunicação direta com as polícias dos outros estados”, disse o secretário Derrite, que destacou a ampliação da SULMaSSP para o Legislativo. “No segundo encontro realizado aqui em São Paulo entregamos uma carta aberta aos congressistas, elencando, inicialmente, três prioridades para os secretários, comandantes-gerais e delegados-gerais na área da segurança pública”, completou. 
 
Ao todo, a ação colocou 17.418 policiais nas ruas nos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além de 7.054 viaturas empregadas, com o apoio de 11 aeronaves, 13 drones, 20 embarcações, 26 cavalos e 30 cães. Somente em São Paulo, a média diária de policiais foi de 13.708 e 5.749 viaturas. Contando os demais estados, a ação resultou na prisão de 1.563 pessoas - sendo 423 procurados -, na apreensão de 11,1 toneladas de entorpecentes e de 185 armas.


 
Duas toneladas de maconha apreendidas
 
Policiais do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) prenderam em flagrante na sexta-feira (21), durante a Operação SULMaSSP, um homem que transportava 1,2 tonelada de maconha escondida no fundo falso do assoalho de um caminhão. A prisão aconteceu na rodovia Rodolfo Ribeiro de Castro, na cidade de Taciba, região de Presidente Prudente, próximo da divisa do Paraná.
 
Ainda durante a operação, a Polícia Militar Rodoviária apreendeu 1 tonelada de maconha na noite de quinta-feira (20), em Presidente Venceslau. A droga estava escondida em um caminhão que foi abordado na altura do quilômetro 616 da rodovia Raposo Tavares.
 
Resultado da Primeira Edição
 
A primeira fase da operação ocorreu em maio, logo após o primeiro encontro da SULMaSSP, realizado no final de março em Curitiba, no Paraná. Durante os trabalhos policiais nas dividas dos cinco estados, foram apreendidas 3,3 toneladas de maconha, 92,4 quilos de cocaína, 21,5 quilos de crack e 2,1 quilos de haxixe. Além disso, 127 pessoas foram presas e seis adolescentes foram apreendidos. Também foram recuperados 184 veículos.
 
SULMaSSP
 
O encontro dos secretários da Segurança Pública é uma iniciativa que visa aproximar as forças policiais dos cinco estados para combater, de forma integrada e efetiva, o crime organizado nas áreas de divisa. No primeiro encontro, ocorrido no mês de março em Curitiba, no Paraná, foi elaborado um panorama geral sobre os principais crimes nas fronteiras e criadas as diretrizes de atuação conjunta. 
 
Já no segundo, realizado em São Paulo, foram apresentadas três propostas de combate ao crime organizado. A primeira é a alteração da Lei 7560/86 (FUNAD), para que sejam repassados aos estados de 50 a 70% dos recursos apreendidos derivados do crime organizado; a segunda é uma manifestação de apoio ao PL 6579/13, que prevê o fim das saídas temporárias e pede uma audiência do grupo com o Senado Federal; o último se trata da Carta SULMaSSP de Defesa das Vítimas e da Sociedade, que propõe a criação de 12 grupos de trabalho.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.