18/09/2023 às 09h57min - Atualizada em 18/09/2023 às 09h57min

São Paulo domina o Flamengo no Maracanã e larga na frente na final da copa do Brasil

Calleri de cabeça marcou o único gol da partida, levando a vantagem para o Morumbi

Henrique Esteves - [email protected]
METRÒPOLE REGIONAL
Reprodução
O São Paulo está muito perto de conquistar a sonhada Copa do Brasil, único troféu que falta em sua galeria. Neste domingo, 17, o Tricolor foi melhor que o Flamengo no Maracanã, venceu por 1 a 0 e agora está a um empate do inédito título. O segundo confronto será no próximo domingo, 17, no Morumbi, onde o ambiente tem sido hostil para qualquer adversário que enfrente os comandados de Dorival Júnior.

 O técnico, aliás, caminha para o tricampeonato do torneio, o segundo consecutivo. No ano passado, comandava o próprio Rubro-Negro, que venceu o Corinthians na final. Hoje, quem treina o caro time flamenguista é o argentino Jorge Sampaoli, detestado pela própria torcida, como o Maracanã deixou claro. Também sobrou para o presidente Rodolfo Landim, bastante xingado, e alguns atletas como Gabriel.

Marcando forte e dono do meio de campo, o Tricolor neutralizou o Flamengo e dominou o primeiro tempo, mesmo com sua estrela, Lucas Moura, apagada ofensivamente devido a marcação individual nos volantes rubro negros, desempenhando um papel de mais marcação no duelo do Rio. A faixa esquerda do ataque são-paulino era um convite ao prazer, e foi por lá que saiu o gol após escapada de Caio Paulista. Ele tocou para Nestor, que cruzou no segundo pau para cabeceio certeiro de Calleri, pouco antes do intervalo.
 A estratégia com três atacantes (Gabriel, Pedro e Bruno Henrique), mas nenhum armador, deixou o Flamengo estéril nos primeiros 45 minutos. Melhorou um pouco na segunda etapa, mas não o suficiente para superar a boa marcação do São Paulo.

Nos minutos finais, a desorganização do Flamengo falou mais alto. O time tentou atacar de maneira afobada, com Cebolinha querendo resolver sozinho, mas errando tudo. Tudo isso só enraizava os torcedores, mais impacientes do que nunca. Até a renda de R$ 26 milhões foi vaiada, um claro protesto contra os preços altos dos ingressos para a final.
 Enquanto a maioria protestava, a barulhenta minoria fazia a festa. Ao som de “o Maraca é nosso”, os torcedores são-paulinos deram uma “palinha” do que acontecerá no Morumbi.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp