11/11/2023 às 06h46min - Atualizada em 11/11/2023 às 06h46min

Vereador Marcelo do Gaz propõe campanha anti-narguilé e cigarros eletrônicos em escolas

O foco da iniciativa é a prevenção dos riscos associados ao consumo desses produtos por jovens e adultos, bem como a proibição de seu uso no ambiente escolar.

Por: Ricardo Rodrigues Pazin - [email protected]
METRÓPOLE REGIONAL
Marcelo do Gaz (foto) destaca a importância de orientar jovens e pais sobre os riscos associados ao uso dessas substâncias. Foto: Divulgação
Por meio do Requerimento nº 244/2023, o vereador Marcelo do Gaz requisitou ao Executivo municipal informações sobre a possibilidade de implementar uma campanha de conscientização nas escolas, direcionada aos pais e alunos, a respeito do uso de cigarros eletrônicos e narguilé.
 
O foco da iniciativa é a prevenção dos riscos associados ao consumo desses produtos por jovens e adultos, bem como a proibição de seu uso no ambiente escolar. Diversos estudos e especialistas apontam que o uso de narguilé e cigarros eletrônicos pode representar riscos à saúde, que, em muitos casos, são equivalentes ou até maiores do que os decorrentes do uso do tabaco convencional.
 
Conforme informações de especialistas, uma hora de uso do narguilé equivale ao consumo de aproximadamente 100 cigarros convencionais. O uso desses produtos pode contribuir para o desenvolvimento de condições graves, como câncer de pulmão, problemas cardíacos e respiratórios, além de criar dependência, conforme indicam estudos científicos.
 
Marcelo do Gaz destaca a importância de orientar jovens e pais sobre os riscos associados ao uso desses dispositivos, enfatizando que o início precoce do uso dessas substâncias aumenta significativamente os riscos à saúde. Assim, propõe a realização de palestras e afixação de cartazes informativos nas escolas como um esforço para educar e alertar a comunidade sobre os perigos que esse hábito representa.
 
A proposta visa não apenas à conscientização, mas também a prevenir o consumo dessas substâncias nas escolas, proporcionando informações e apoio a fim de resguardar a saúde e o bem-estar dos jovens estudantes. O documento requerido aguarda encaminhamento ao Executivo para análise, e, se aprovado, poderá contribuir significativamente para a proteção da saúde da juventude cajamarense.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp