18/12/2023 às 13h53min - Atualizada em 18/12/2023 às 13h53min

Polícia investiga desaparecimento do ex-jogador Marcelinho Carioca

Ex-jogador e ídolo do Corinthians foi visto pela última vez no evento Tardezinha, realizado na Neo Química Arena, na zona leste de São Paulo

Da Redação - [email protected]
METRÓPOLE REGIONAL
Marcelinho Carioca jogou pelo Corinthians, Flamengo, Grêmio e Palmeiras, bem como em times internacionais. - (crédito: Facebook/Reprodução (Marcelinho Carioca, publicado em 4/4/2022))
A Polícia Civil de São Paulo investiga o desaparecimento do ex-jogador Marcelinho Carioca, que não é visto desde o último domingo (17). A polícia prendeu dois suspeitos na participação do crime. Ainda segundo a Polícia Civil, cerca de R$ 30 mil foram movimentados na conta do ex-meia.

A última aparição pública de Marcelinho foi no evento Tardezinha, que foi realizado na Neo Química Arena, Itaquera, na zona leste da capital paulista. O carro do ex-jogador foi encontrado na região de Itaquaquecetuba, por volta de 23h52. 

Em nota a SSP afirmou que: “A Secretaria da Segurança Pública informa que um veículo foi localizado hoje (18), abandonado na região de Itaquaquecetuba. Um boletim de ocorrência está sendo registrado como desaparecimento de pessoa e localização de veículo na Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes. O Sistema de Identificação Automatizada de Impressões Digitais foi acionado para apurar as circunstâncias e identificar os envolvidos”.

Marcelo Pereira Surcin, o Marcelinho Carioca, é um dos grandes ídolos da história do Corinthians. Nascido no Rio de Janeiro, no dia 31 de dezembro de 1971, o ex-jogador atuou como meia e foi apelidado pela Fiel como “Pé-de-Anjo”, devido a sua enorme habilidade em cobranças de falta. 

 

O meia fez a primeira partida dele pelo Timão em amistoso contra o Comercial, no Pacaembu. A partida vencida por 1 a 0 pelo Alvinegro do Parque São Jorge.

 

Pelo Timão, Marcelinho atou em 423 partidas entre 1994 e 2001, com 224 gols com a camisa alvinegra em sua conta. Tamanha identificação do meia com a Fiel e com o próprio Corinthians rendeu três passagens pelo clube.

 

Referência em bolas paradas, o Pé-de-Anjo, apelido que ganhou graças às cobranças magistrais, é também o quinto maior artilheiro da história do clube.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.