13/11/2022 às 12h20min - Atualizada em 13/11/2022 às 12h20min

Flordelis é condenada a 50 anos de prisão pela morte de Anderson do Carmo

Cantora gospel, pastora e ex-deputada foi culpada por crimes como homicídio triplamente qualificado

Da Redação - [email protected]
Metrópole Regional
A cantora, pastora evangélica e ex-deputada federal Flordelis foi condenada a 50 anos de prisão | Fernando Frazão/Agência Brasil
Após seis dias de julgamento, a ex-deputada federal Flordelis foi condenada a 50 anos de prisão pela morte do marido, e pastor, Anderson do Carmo, em junho de 2019. A sentença foi definida na manhã deste domingo (13.nov), no Rio de Janeiro.
 
Flordelis foi considerada responsável pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e tentativa de homicídio duplamente qualificado. A cantora gospel, que também era pastora, foi condeada ainda por uso de documento falso e associação cirminosa armada.
 
Ao todo, a pena definida pela deputada é de 50 anos e 28 dias de prisão. Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica do casal, também foi considerada culpada pelo júri, e foi condenada por 31 anos e 4 meses. Outros três citados no processo: os filhos afetivos André Luiz de Oliveira e Marzy Teixeira, além da neta Rayane dos Santos Oliveira foram considerados inocentes nas acusações.
 
A decisão foi tomada pelo Tribunal do Júri de Niterói, em resposta ao crime contra o pastor Anderson do Carmo. Ele morto ao receber mais de 30 tiros na garagem de casa, também no Rio de Janeiro. A defesa da ex-deputada afirmou que irá recorrer da decisão.
 
O julgamento
 
O julgamento contra a ex-parlamentar começou mais de seis anos após o crime: teve início na última 2ª feira (7.nov), mais de três anos após o assassinato do pastor Anderson do Carmo, ocorrido em 2019. Ao todo, 1.240 dias separam o crime e a decisão contra a ex-deputada. 
 
Em 13 de agosto de 2021 Flordelis deixou sua casa em Niterói, a mesma onde o marido, o pastor Anderson do Carmo, fora assassinado pouco mais de dois anos antes. "Chegou o dia que ninguém desejaria chegar. Tô indo presa por algo que eu não fiz, por algo que eu não pratiquei. Orem por mim. Orem, orem", conclamou, em mensagem aos fãs, postada nas redes sociais, antes de entrar na viatura policial que a levaria para a cadeia.

O crime
 
Em 16 de junho de 2109, às 03h25, o pastor e Flordelis chegam em casa, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. Poucos minutos depois, ele foi morto a tiros na garagem, aos 42 anos.
 
"Eu só fui dar um passeio com o meu marido, mais nada, gente. Só um passeio e que acabou dessa forma, perdendo a vida pra tentar proteger a casa, proteger a família. Infelizmente, abriu o portão da garagem e ele tentou evitar que eles entrassem dentro da casa", disse Flordelis na época

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.