17/01/2023 às 09h50min - Atualizada em 17/01/2023 às 09h50min

Promessa de Lula, aumento do salário mínimo para R$ 1.320 não deve acontecer

Equipe econômica do governo deve anunciar reajuste proposto pela gestão anterior, de R$ 1.212 para R$ 1.302, ainda nesta semana.

Da Redação - [email protected]
METRÓPOLE REGIONAL
A confirmação deve ser dada pelo ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT), ainda nesta semana, provavelmente na próxima quarta-feira (18). Reprodução

O governo sinalizou que não haverá o aumento de 3% do salário mínimo, desejo da gestão lulista de reajustar de R$ 1.302 para R$ 1.320. O valor proposto pelo governo de Jair Bolsonaro (PL), ainda em dezembro de 2022, deve permanecer em 2023.

A confirmação deve ser dada pelo ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT), ainda nesta semana, provavelmente na próxima quarta-feira (18).

A definição aconteceu depois de uma discussão entre diversos setores do governo Lula com os ministérios do Trabalho, Fazenda, Planejamento, além das colocações do próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Há a expectativa de que os ministérios citados no parágrafo anterior anunciem uma equipe de trabalho permanente para realizar estudos que definem métricas e determinem o aumento real do salário mínimo todos os anos, promessa de campanha de Lula.

Os R$ 1.302 tem aumento real de quase 1,5%. A correção proposta pelo antigo Ministério da Economia chefiado por Paulo Guedes considerou a variação inflacionária de 5,81%, no período de janeiro a dezembro de 2022.

O valor de R$ 1.302 se refere ao salário mínimo nacional, aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, como também para as aposentadorias e pensões.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://metropoleregional.com.br/.